SARAU DE FOTOGRAFIA DIA 19.06

SARAU DE FOTOGRAFIA dia  19.06 – terça – 20h

Local: Café Fnac – Barra Shopping  Sul – Porto legre – RS

Convidados:  Tadeu Vilani e Jorge Aguiar

Tema: Umbu – Fotografia Documental

Entrada franca.

Karla Nyland, tem o prazer de receber os fotógrafos TADEU VILANI (fotojornalista da ZH) e JORGE AGUIAR (fotodocumentarista) para um bate papo sobre o projeto Umbu. O belo trabalho de fotografia documental nos insere no contexto da comunidade chamada UMBU. Abaixo a apresentação do projeto e algumas imagens.

Você é nosso convidado!

                        “UMBU”

O Projeto  Fotográfico UMBU, realizado pelos fotógrafos Jorge Aguiar e Tadeu Vilani, reconhecidos por seus trabalhos, tendo sido premiados : VI Bienal Europa 83, Instituto Cultural Judaico MARC CHAGALL Salão nacional de fotografia-Racismo e discriminação e prêmio Direitos Humanos UNESCO,  Prêmio Prix Photo Web Aliança Francesa,Prêmio Leica-Fotografe e Prêmio Fundação Conrad Wessel.

O Projeto Fotográfico UMBU é um registro dos moradores de um bairro que se constituiu a partir da ocupação de um grupo de pessoas em busca de moradia. Umbu é hoje um bairro na cidade de Alvorada, com uma diversidade de sujeitos que, apesar de inúmeros problemas envolvendo violência, drogas, ausência de políticas públicas sente-se bem morando ali, pois, na prática, é o local de referência de vida e que gera a forma como se comunicam e se relacionam dentro deste contexto.

O processo foi sendo construído a partir da análise em que hoje vivem esses que no passado eram “ocupantes” e hoje são moradores, registrando o cotidiano neste espaço conquistado.  A síntese desta interação acabou resultando na forma como esses se revelaram para as câmaras. Foram encontros prazerosos de aprendizagem, respeito e autoconhecimento.

Com as máquinas e lentes fotográficas, e o olhar aguçado dos fotógrafos para os contrastes sociais como forma de aprendizado, percorreram, de janeiro a maio de 2011, as ruas, becos e casas captando mais de mil imagens das cenas dos moradores e fotografando o seu cotidiano em imagens monocromáticas. A escolha por este tipo de imagens deu-se pelo fato de a essência da foto preto e branco ser o contraste e o tom, sendo uma das formas mais fascinante e inspiradora, expressando sentimentos e sensações.

Não só retratar os contrastes sociais foi o que moveu o ato de criação, mas o tom que os moradores dão ao seu cotidiano, captado nessas imagens pelos espectadores. Imagens essas que são afixadas em 40 carcaças plásticas de aparelhos de televisores velhos encontrados nos lixões. A utilização dessas carcaças de TVs tem como objetivo contrastar o que passa nas telinhas com o que acontece diariamente com as pessoas no Umbu, mesmo para aqueles que, ainda nos dias de hoje, não possuem uma televisão  em suas casas.

Foto documental Umbu de Tadeu Vilani

Foto documental de Jorge Aguiar


Inscrições abertas para o 6º Curso de Cinema Digital

           

Vídeo produzido por alunos do curso

 O ensino da Sétima Arte ganha cada vez mais espaço na Câmera Viajante – Escola de Fotografia e Cinema. Na próxima terça-feira, 13, inicia o 6º Curso de Cinema Digital, que em três módulos ensina aspectos como a operação de câmera, produção de roteiro e fotografia. Além das técnicas cinematográficas, os professores atuam em constante interação com os alunos, em debates sobre a nova cultura de um cinema que pode ser realizado com recursos simples, como uma câmera digital.

“Registrar o cotidiano, as viagens e todas as experiências possíveis”, resume Tiemy Saito, uma das professoras, ao falar da proposta do curso. Saito é graduada em Realização Audiovisual e integra a equipe composta pelo Alan Mendonça e por Rogério Brasil Ferrari, coordenador do curso. Com formações diferentes, o trio oferece subsídios de áreas distintas para o pensar e fazer cinema. Mendonça é mestre em Ciência da Informação e com experiência na área de direção de fotografia, adquiriu conhecimentos para começar a trabalhar também como diretor. Já Ferrari, é reconhecido roteirista e diretor do cinema gaúcho, tendo participação em projetos de repercussão nacional como Neto Perde Sua Alma, premiado longa-metragem que ganhou quatro kikitos no Festival de Cinema de Gramado.

A sexta edição do curso é o reflexo do sucesso que vem obtendo o ensino de cinema em uma escola tradicionalmente voltada a fotografia, como a Câmera Viajante. A escolha pela qualidade da educação, com turmas reduzidas atrai o público. Segundo o coordenador da Câmera Viajante, Rogério do Amaral Ribeiro, a maior procura é dos adolescentes. “São aficionados por cinema, que querem fazer suas próprias experiências”, conta.

O curso tem carga horária de 10h e será realizado entre os  13, 15, 22, 27 e 29 de setembro, das 10h às 12h. O investimento é de R$ 250,00, com a taxa de matrícula já inclusa, e as inscrições podem ser realizadas pelos telefones (51) 3012-0421 e 3028-0421.  Para participar o aluno deverá possuir uma câmera digital de fotografia (com função de filmagem) ou filmadora digital e notebook para as aulas de edição.

 CINE MARABÁ

Outra opção para quem gosta de cinema é o Cine Marabá. O espaço voltado à discussão do cinema é uma homenagem da Câmera Viajante a uma das mais tradicionais salas de exibição dos anos 70 em Porto Alegre e promove debates sobre o gênero. A próxima atividade será o filme O Mar do Poeta, de Alan Mendonça, com data a ser programada. 

Câmera Viajante entrega donativos para crianças do Kinder

Foto: Gerson Turelly

A Câmera Viajante – Escola de Fotografia e Cinema entregou nesta quarta-feira, (31), pacotes de fraldas e leite para o Centro de Integração da Criança Especial, o Kinder. Os donativos serviram como um ingresso solidário entregue pelos participantes do FOTO A GOSTO um ciclo de oficinas e palestras em comemoração ao Dia Internacional da Fotografia, comemorado em 19 de agosto, que reuniu mais de 220 pessoas em nove palestras e duas oficinas, entre os dias 5 e 30 do mesmo mês.

A proposta de realizar ações solidárias não é novidade na Câmera Viajante. Desde 2009, a escola tem uma parceria com o Kinder,  centro que atende mais de 300 pessoas, entre bebês, crianças, adolescentes e adultos com deficiência múltipla. Em outubro, as crianças da instituição serão modelos na oficina Fotografando Crianças com Necessidades Especiais, que será ministrado por profissionais da Special Kids, especializados na fotografia como instrumento de inclusão.

Os participantes do FOTO A GOSTO também puderam doar alimentos para outras duas entidades com reconhecido trabalho filantrópico: o Asilo Padre Cacique, que abriga 150 idosos e a Casa do Menino Jesus de Praga, que atende 42 crianças com lesão cerebral e deficiência permanente. Na próxima semana, a Câmera Viajante entregará as demais doações que auxiliarão no atendimento à crianças e adolescentes das instituições.

FOTO A GOSTOOs nove encontros do FOTO A GOSTO aconteceram entre 5 e 30 de agosto, em comemoração ao Dia Internacional da Fotografia, na sede da Câmera Viajante. O ingresso solidário entregue pelos inscritos foi o único requisito para participar das nove palestras e duas oficinas nas quais foram debatidas a influência da fotografia nas artes plásticas, moda, cinema e cotidiano, além do mercado das perspectivas no mercado de trabalho. No Dia Internacional da Fotografia uma palestra com Flávio Del Mese  encantou o público com um relato de suas viagens pelo mundo e os registros fotográficos dessa história.

OS DONATIVOS –  Os donativos entregues como Ingresso Solidário pelos participantes do FOTO A GOSTO serão muito importantes para crianças e idosos da Kinder, Asilo Padre Cacique e Casa do Menino Jesus de Praga. Agradecemos a todos pela participação e abaixo é possível conferir a lista de doações:

– 520 fraldas;

– 110 litros de leite;

– 58 latas de leite em pó;

– 1 lata de sustagem;

– 2 latas de Farinha Láctea;

– 2 quilos de arroz;

– 2 pacotes de proteína de soja;

– 1 lata de Neston.

A Câmera Viajante – Escola de Fotografia e Cinema tem uma programação contínua de cursos e oficinas que pode ser conferida no site: www.cameraviajante.com.br